Praticamente esquecido durante os debates de presidenciáveis, o meio ambiente no Brasil sofreu vários retrocessos nos últimos dois anos. Aumento da área de desmatamento, aprovação do PL do Veneno, redução das áreas protegidas, prolongamento dos prazos da Política Nacional de Resíduos Sólidos, além de anistia a grileiros dentro da Reserva Legal da Amazônia são alguns dos atrasos aprovados ou em discussão pelo governo de Michel Temer (Uma ação positiva durante o governo de Michel Temer foi a aprovação do Renovabio – programa que incentiva o uso de combustíveis renováveis com metas pré-estabelecidas de crescimento).


O Brasil é o décimo maior emissor individual de gases de efeito estufa, principalmente devido às atividades agropecuárias, de energia, processos industriais e resíduos, enquanto a União Europeia é líder em soluções na oferta de tecnologias e serviços de baixo carbono. Juntos, por meio do programa Low Carbon Business Action in Brazil, parcerias entre pequenas e médias empresas europeias e brasileiras foram fechadas para ajudar o Brasil na luta global contra as mudanças climáticas.

Adotar um cronograma de aumento anual da mistura do biodiesel até 2028, autorização de uso imediato do B15 no Centro-Oeste e no Sul e uso do B100 no transporte público de cidades acima de 300 mil habitantes. Estas são algumas das propostas preparadas pela Associação Brasileira dos Produtores de Biodiesel (Aprobio) para os presidenciáveis em 2018.

Com mais de 370 hotéis em 43 países, a Meliá Hotels International anunciou que vai eliminar da sua rede todos os materiais feitos de plástico “não reutilizável”. Com isso, anualmente, a rede deixará de gerar 15 toneladas de CO2 provenientes do tratamento de resíduos plásticos descartados pelas atividades dos hotéis da companhia.

Enquanto o plástico se torna um grave problema em muitos lugares no mundo, na Noruega uma receita simples está dando resultados: Quanto maior for a quantidade de plástico reciclado por uma empresa, menos ela pagará imposto. No caso das garrafas plásticas, o índice de reciclagem no País chega a 97%.