Na próxima semana (dia 26 de outubro), o Observatório do Clima vai lançar a 5º edição do Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estufa (SEEG) na cidade de São Paulo. Os dados serão apresentados por áreas representados pelas entidades, respectivamente, desmatamento (Imazon), Agropecuária (Imaflora), Energia e Indústria (Iema) e resíduos (Iclei). 

 

 

 

As regiões Sul e Sudeste estão um passo à frente no desenvolvimento de sistemas de controle de resíduos industriais e desenvolvimento de políticas públicas na área ambiental, segundo avaliação da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre)

Como era esperado pela comunidade ambiental, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu aval para que a EPA (agência americana de proteção ambiental) derrube o Plano de Energia Limpa. Implantado durante o governo de Barack Obama, o plano era uma tentativa dos EUA reduzir as emissões de gases de efeito estufa colocando os americanos na rota dos vários acordos internacionais já assinados. 

 Desde julho deste ano, o Brasil conta com um guia de orientação para pagamento de serviços ambientais. Criado a partir de uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente, The Nature Conservancy, Fundação Boticário e a Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), o guia é uma ferramenta para orientar gestores públicos no fomento de políticas públicas na área ambiental. 

 

Imagem da tela inicial do aplicativo para download no Play store

 

Já está disponível para download o aplicativo Monitor de Secas que visa acompanhar a evolução da seca em toda a região Nordeste desde 2014. Mês a mês o aplicativo mostra o mapa do Nordeste em vários estágios da seca. A ferramenta indica os possíveis impactos da seca sobre diferentes setores econômicos e se eles são de curto e/ou longo prazo. O lançamento do aplicativo aconteceu na sede da Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília.