O projeto está em fase de estudos por técnicos do IMA e envolverá gerador, transportador e o destino final (Texto: assessoria de imprensa do governo)



Técnicos do Instituto do Meio Ambiente (IMA) estudam formas de implantar em Alagoas um sistema de gestão de controle de resíduos sólidos. O projeto inédito no Estado prevê melhorar a destinação de resíduos e o cumprimento da legislação ambiental. O gerador, o transportador e o destino final dos resíduos teriam que estar cadastrados em um sistema específico para rastreabilidade. Isso deverá diminuir a destinação incorreta em lixões ou outros equipamentos irregulares, além de ilegalidades como a falsificação de manifestos e certificados.

Segundo informações do gerente de Monitoramento e Fiscalização do IMA, Ermi Ferrari, ainda deverão ser cumpridos passos, como a legislação específica para regularizar o sistema. “Visitamos e conhecemos os sistemas que estão em funcionamento em São Paulo e em Santa Catarina, para ver o que mais se assemelha com a realidade do nosso Estado, para depois firmar parceria e iniciar o trabalho”, comentou o gerente.

 

O Sistema alagoano ainda está em fase de estudo.