A União Europeia vai apoiar financeiramente as empresas de reciclagem que adotarem ações de economia circular. O apoio se estende às empresas que prestam serviço aos recicladores, bem como os fabricantes de máquinas equipamentos para reciclagem.

O plano de ação vai beneficiar empresas europeias que coletam, classificam e processam resíduos para produzir matérias-primas secundárias. A ideia é incentivar empresas para que aumentem a qualidade, a durabilidade e o desempenho das mercadorias fabricadas na Europa. O plano envolve ainda apoio no reuso, reparo e reforma de produtos fabricados pela indústria. A ideia é apoiada pelo Bureau of International Recycling (BIR).

Caso o projeto da União Europeia avance, a indústria deverá reduzir o projeto de produtos que contenham materiais perigosos. A ideia é que estes materiais apareçam em menor quantidade possível na fase de reciclagem. O BIR avalia que a medida é interessante, mas não reduz os custos de manejo e transportes que as empresas de reciclagem possuem com estes materiais. Para que o projeto siga adiante, a União Europeia chegou a discutir um fundo para financiar as ações e projetos em Economia Circular. Mas tudo isso poderá ser mudado com os impactos econômicos provocados pelo Coronavírus.