Imprimir

Gigantes mundiais da área de embalagens decidiram integrar o consórcio francês que usa uma enzima para reciclar garrafas PET. O consórcio era formado até então pelas empresas Carbios e L'Oréal, mas recentemente abriu as portas para as multinacionais: Nestlé Waters, Pepsico e Suntory Beverage Food Europe.


A enzima desenvolvida pelo consórcio decompõe o PET em seus blocos originais de moléculas. Ela pode ser empregada em qualquer tipo de PET (translúcido, multicamadas, colorido, etc). O processo envolve as etapas de purificação e repolimerização. O resultado é um produto livre de contaminantes e que pode ser aplicado na fabricação de outras embalagens PETs (incluindo a área de bottle to bottle). O acordo visa empregar nos próximos quatros anos a tecnologia de reciclagem de enzima nas embalagens dos novos parceiros.

Em 2018, a Carbios atingiu lucro operacional de 1,083 milhões de euros. A empresa teve despesa operacional de 5,3 milhões de euros (detalhe: 58% desse valor investidos na área de P&D). Em nota a empresa informou que as despesas altas em P&D deve-se à meta de acelerar a industrialização da tecnologia. Em janeiro de 2019, o consórcio obteve um aporte de financiamento da ordem 7,5 milhões de euros.