Considerado como “o carro do futuro” quando se pensa no ponto de vista ambiental, o Mirai (fabricado pela Toyota) chegou a marca de 6 mil unidades vendidas no Japão.

Gigantes mundiais da área de embalagens decidiram integrar o consórcio francês que usa uma enzima para reciclar garrafas PET. O consórcio era formado até então pelas empresas Carbios e L'Oréal, mas recentemente abriu as portas para as multinacionais: Nestlé Waters, Pepsico e Suntory Beverage Food Europe.

Antes mesmo de tomar posse como presidente, Jair Bolsonaro já deixava claro a sua intenção com o meio ambiente: reduzir a sua importância ao mínimo possível. Para isso, escalou como funcionário Ricardo Salles, um ministro do meio ambiente (MMA) que odeia o que faz.

  Desde o ano passado, a principal pergunta do mercado mundial de reciclagem é: “O que fazer com os milhões de toneladas de resíduos que deixaram de entrar na China?”. Para quem conhece as rotas desse mercado mundial e as necessidades de cada localidade o momento é de ganhar dinheiro.

 Acontece no dia 28 de maio em São Paulo o evento “O lixo nosso de cada dia”, evento promovido pelo Instituto Lixo Zero no Brasil. No círculo de palestra (veja grade) propostas ligadas à área de reciclagem, economia circular, entre outros.